Qual é a função do engenheiro clínico dentro do hospital? - Sensorweb

Solução Prática para o Monitoramento de Temperatura

Qual é a função do engenheiro clínico dentro do hospital?

Qual é a função do engenheiro clínico dentro do hospital?

Por Douglas Pesavento em 30/09/2015.

Talvez pouca gente saiba, mas a Engenharia Clínica faz parte da formação em Engenharia Biomédica (No Brasil é ofertada como curso de especialização e pós-graduação de poucas instituições educacionais, normalmente é a área da saúde quem oferta!) e o profissional que exerce essa função é de extrema importância dentro dos hospitais. A atividade se iniciou nos Estados Unidos na década de 60 em resposta às preocupações com a segurança dos pacientes e se alastrou significativamente pelo país e pela Europa, também na mesma época.

Por aqui, os profissionais da área demoraram a chegar – os primeiros deram o ar da graça a partir da metade da década de 80 – e a engenharia clínica só foi iniciada por causa da pressão financeira: uma gestão de tecnologia apropriada pode trazer uma grande contribuição ao ambiente hospitalar economicamente falando.

O que faz o engenheiro clínico?

tecnologia hospitalar

Já bastante evoluído pelo mundo mas ainda engatinhando aqui no Brasil, o profissional hoje cuida do que é chamado de “ciclo de vida” da tecnologia e dos equipamentos hospitalares. Logo, participa do processo de aquisição dos mesmos desde o início, sendo responsável pelo seu recebimento e manutenção – preventiva e corretiva -, testes de aceitação, além do treinamento de funcionários. Outra preocupação dos engenheiros clínicos é com o gerenciamento de resíduos sólidos da instituição. O profissional deve programar o descarte dos materiais, baterias, lâmpadas, partes e peças usadas e até mesmo equipamentos desativados e qualquer material técnico gerado da atividade.

Em um nível mais abrangente, o profissional é responsável pelo planejamento, definição e execução de políticas e programas em toda a gestão da tecnologia da saúde, incluindo gerenciamento de risco, melhorias na qualidade, atendimento à demanda de pacientes e otimização da produtividade de todos os funcionários. As questões financeiras também são atribuições para o profissional. Engenheiros clínicos podem tonar um hospital menos custoso e muito mais eficiente.

Só no pós obra? Não!

E engana-se quem pensa que o engenheiro clínico deve chegar depois que o hospital está com as portas abertas. Na fase da obra o profissional também é bastante importante, podendo especificar, com apoio de requisitos de pré-instalação dos diversos equipamentos, o dimensionamento de áreas físicas e os dimensionamentos elétricos e hidráulicos do prédio. Quando o assunto é segurança hospitalar, o cumprimento das normas dos órgãos reguladores também é de responsabilidade do engenheiro clínico.

O mercado

Apesar da importância do profissional ele ainda é pouco absorvido pelo mercado. Nos EUA, cada hospital com capacidade maior que 300 leitos é obrigado a ter um departamento dedicado à engenharia clínica. Por aqui, entre as quase 7 mil instituições de saúde, somente os hospitais universitários, os grandes hospitais privados e alguns institutos possuem o especialista, ainda que sua obrigatoriedade nas instituições tenha sido assinada em 2010. E o mesmo acontece nas construtoras especializadas em projetos hospitalares. O campo crescente para estes profissionais têm sido o da consultoria. O serviço pontual é procurado cada vez que o hospital precisa de alguma certificação em qualidade, por exemplo.

Vamos falar de ética

De acordo com dados de abril de 2015, divulgados pela Confederação Nacional de Saúde, atualmente o Brasil possui cerca de 500 mil leitos nos quase 7 mil hospitais citados acima.  Com a engenharia clínica obrigatória há cinco anos, houve crescimento na demanda, mas ainda faltam profissionais para que o mercado veja uma melhoria nas condições de trabalho.

Por conta da falta desses especialistas, o que tem sido visto dentro dos hospitais é que empresas fornecedoras de equipamentos ocupando o departamento de engenharia clínica. Estar nas duas pontas do mercado não é nada ético.

Independente do tamanho do hospital, o profissional da área de engenharia clínica deveria estar sempre presente, zelando pelos recursos tecnológicos que fazem tanta diferença na hora de salvar vidas.

Você tem um engenheiro clínico dentro da instituição ou parceiro? Conte pra gente!

Leia o E-book Plano de Contingência: Uma introdução ao disparo de alertas na cadeia do frio.

Comentários

  1. - 05/08/2016

    Sou Engenheiro Clinico formado pelo CEFET DE BELO HORIZONTE. Gostaria de obter tabelas se for possivel atualizadas para comparativos de valores de manutenção predial e obras. com o nossos maiores cumprimentos! Celso Oliveira.

    • - 05/08/2016

      Olá Celso, tudo bem? Nossa equipe entrará em contato para conversarmos a respeito do monitoramento de temperaturas, umidade, energia e abertura de portas remoto. Um abraço. Equipe de Marketing da Sensorweb.

  2. - 14/09/2016

    Sou formado em ciências da computação e pretendo fazer especialização em engenharia clinica, preciso ser formado em engenharia para atuar como engenheiro clinico?

    • - 14/09/2016

      Olá Lucas, tudo bem? Como escrevemos no texto: "Engenharia Clínica faz parte da formação em Engenharia Biomédica (No Brasil é ofertada como curso de especialização e pós-graduação de poucas instituições educacionais, normalmente é a área da saúde quem oferta!)". O sistema de especialização no Brasil não necessita que a pessoa seja graduada na área específica, apenas que comprove a graduação. Por exemplo, uma pessoa formada em Administração pode fazer uma especialização em Engenharia Clínica. Os cursos que exigem uma proximidade entre a formação de graduação e a pós-graduação são Mestrado e Doutorado. Esperamos ter ajudado com a sua dúvida! Um abraço, equipe Sensorweb.

      • - 27/10/2016

        Olá, não entendi a ultima parte do teu comentário, onde diz o seguinte: Os cursos que exigem uma proximidade entre a formação de graduação e a pós-graduação são Mestrado e Doutorado. precisa-se ter mestrado e doutorado para fazer essa pós-graduação em engenharia clínica? estou me formando em Eng. da Computação e pretendo fazer pós em Eng. Clínica, é possível ingressar no mercado de trabalho após após essa pós-graduação?

      • - 28/10/2016

        Oi Kevin tudo bem? Sim é possível ingressar com a pós. Sobre os títulos de Mestrado e Doutorado: Esses cursos são mais próximos da área de formação. Por exemplo, uma pessoa formada em Farmácia pode seguir para Mestrado e Doutorado na área de Bioquímica Farmacêutica. Uma pessoa formada em Administração provavelmente não conseguiria o aceite no Mestrado ou Doutorado dessa área. Entendeu? No caso das especializações e pós-graduações, qualquer pessoa de qualquer curso pode ingressar. Por exemplo, tanto a pessoa formada em farmácia, quanto formada em administração podem fazer a pós-graduação em Engenharia Clínica. ;) Esperamos ter ajudado. Um abraço.

  3. - 25/09/2016

    Fiquei muito satisfeito com as definições aqui relatadas. Parabéns.

  4. - 13/11/2016

    olá sou apaixonada pelo Curso de Engenharia Biomédica, Quero muito esse curso <3

  5. - 26/11/2016

    Sou arquiteto e estou terminando pós graduação em engenharia segurança do trabalho pela USP, posso fazer engenharia clinica ?

  6. - 02/12/2016

    Aonde oferece essa pós em engenharia clinica. Sou engenheira e ja trabalhei em contratos da saude com projetos de hospitais.

  7. - 19/12/2016

    ola! boa tarde. tenho o curso tecnólogo de gestão hospitalar, posso fazer essa pós? vi em alguns sites que pode se ter curso tecnólogo, no caso o de gestão hospitalar se enquadra? obrigada

  8. - 03/01/2017

    Boa noite, sou formado em engenharia de produção, posso fazer uma pós em engenharia clínica ou hospitalar ? Obrigado

    • - 19/01/2017

      Olá Gabriel, qualquer pessoa formada pode fazer uma pós em engenharia clínica. Sim, você pode dar continuidade, caso queira, para esse ramo.

  9. - 11/01/2017

    ola, boa noite!...especialização em engenharia biomédica com enfase em engenharia clinica, qual seria a diferença da pós graduação em engenharia clinica.

    • - 19/01/2017

      Olá Wilmar, tudo bem? É delicado responder quais seriam as diferenças. Para avaliar isso você pode analisar a sua grade de aulas/disciplinas e a de uma pós-graduação na mesma área. Analise as ementas e grade curricular, veja se há grandes diferenças ou não. Graduações com essa ênfase são bem novas e não tempos conhecimento sobre elas ainda. Obrigada por nos compartilhar isso! Um abraço.

  10. - 17/01/2017

    Um engenheiro elétrico poderia atuar como engenheiro clínico, cado tenha pós-graduação na área?!

  11. - 02/02/2017

    Sou engenheiro eletricista recém formado, e estou interessado em fazer essa pós, porém estou receoso. Será como ficará esse mercado daqui uns dois anos?

  12. - 08/02/2017

    Boa tarde sabe se tem alguma pos engenharia clinica virtual?

  13. - 19/02/2017

    Boa tarde, Estudo Engenharia de Produção, já fiz um estágio na área de Engenharia Clínica/Hospitalar e fiquei apaixonada por tudo isso. Eu pretendo fazer um mestrado nessa área. Porém me formo neste ano. Eu gostaria de saber se vocês tem alguma dica de revistas, artigos ou livros atualizados falando sobre a engenharia clínica. Sou de Manaus e em Manaus não temos essa áreas nas universidades. Portanto fica difícil encontrar material. Eu gostaria muito de saber se vocês tem como me enviar dicas de onde encontrar material. Ficaria muito grata! Obrigada! Cleiciane Costa

  14. - 19/02/2017

    Se eu fizer a pós em Eng biomédica que contém o módulo de Eng clínica posso atuar como Eng clínica?

  15. - 20/03/2017

    Sou formado em administração e tec em radioterapia, mmoro na bahia nao estou encontrando pos graduação engenharia clinica,poderia passar informações se tem este curso ead,grato Arley Silva!!

  16. - 19/04/2017

    Tem curso de Engenharia Cínica online? É reconhecido pelo MEC? Tem esse curso pelo CEFET?

  17. - 05/05/2017

    Sou engenheiro eletricista, com 31 anos de experiência em distribuição de energia elétrica. Estou cursando "mestrado em bioenergia"...quais os caminhos para que eu possa ingressar como profissional em engenharia clínica?...preciso fazer a pós em engenharia biomédica antes?...pode me responder pelo email?

    • - 22/05/2017

      Olá Batista, tudo bem? Infelizmente não saberei te responder isso com certeza. Minha sugestão é que você procure alguma pós na área ou profissional de área para retirar suas dúvidas. Um abraço.

  18. - 05/05/2017

    Sou bacharel em direito posso fazer engenharia clinica

    • - 22/05/2017

      A pós requere somente que você tenha uma formação, independente se é ou não próximo da área. Você se sente apto a estudar a engenharia voltada para a saúde? :D Se sim, boa sorte e empreitada! Um abraço.

  19. - 13/06/2017

    Sou Engenheiro biomédico e gostaria de deixar meu comentário. A formação em Engenharia Biomédica é muito superior a de uma pós em Engenharia Clínica, como já foi relatado, a engenharia clínica é uma sub-área da Engenharia biomédica. O problema atual no Brasil é que profissionais de outras áreas, como administradores, enfermeiros etc... estão buscando realizar esta pós graduação em engenharia clínica, pois antes não havia o curso de Engenharia biomédica em determinados estados. Porém, deixo claro que quem quer ser engenheiro, tem quer ser graduado em engenharia, não apenas fazer uma pós graduação em engenharia clínica e achar quer será engenheiro. Digo mais, façam Engenharia Biomédica! A formação é muito mais ampla!

  20. - 01/08/2017

    Boa tarde, estou precisando saber quais instituições de saúde do Rio de Janeiro possuem engenheiro clínico e/ou quais instituições de ensino do Rio de Janeiro possuem curso de Engenharia Biomédica. Antecipadamente, agradeço.

    • - 03/08/2017

      Olá Aercio, essa pesquisa você terá de fazer no Google.com.br pois hoje nós não temos parcerias com as instituições de ensino que prestem a formação. Um Abraço. Raabe Moro

  21. - 22/08/2017

    Sou engenheiro civil senior quero fazer engenharia hospitalar. Por favor me orientem estou em S.Paulo

    • - 04/09/2017

      Oi Pedro, tudo bem? Infelizmente não tenho indicações sobre pós-graduação em engenharia hospitalar. Quando nós tivermos alguma orientação a respeito de pós-graduação em engenharia clínica nós postaremos ok? Um abraço.

  22. - 31/08/2017

    Olá, sou terminando minha graduação em engenharia civil e estou estagiando em um hospital público e cada dia vejo a importância de um engenheiro clinico. Na Bahia tem essa pós-graduação ? Onde ? Desde já, agradeço !

    • - 04/09/2017

      Olá Caroline, tudo bem contigo? Infelizmente não temos indicação de onde poderia ter essa pós-graduação na Bahia. Por ser um curso muito novo no país, o bacana seria você pesquisar na internet e depois validar a qualidade ou as certificações do curso junto ao MEC, certo? Esperamos que você encontre uma boa pós e continue na jornada de melhorar o desenvolvimento dos hospitais. Um abraço.

  23. - 13/09/2017

    https://engenharia-clinica.com

  24. - 23/09/2017

    Bom dia! Concordo com o Marco. Enfermeiros, advogados, etc não podem atuar como Engenheiros. A pos-graduação não te da o CREA, tem que ser engenheiro para atuar nessa área. Abs.

  25. - 15/10/2017

    Sou graduado em administração, estou cursando engenharia civil, tenho interesse especializar em engenharia clínica, em Belo Horizonte /MG, qual instituição oferece este curso.

  26. - 26/10/2017

    Sou formada em tecnólogo radiologia..posso fazer uma pós engenharia clínica?

    • - 03/11/2017

      Oi Simone, em nossos outros comentários alguém informou que somente pessoas com formação em engenharia (qualquer uma delas) pode atuar como engenheiro clínico. Porém, não tenho essa informação de forma clara, o melhor é que você procure uma pós em engenharia clínica e questione essa possibilidade com eles. Tá bem? Um abraço.

  27. - 01/11/2017

    Engenharia Clínica

Deixe o seu comentário!