O Uso do Glicerol no Monitoramento de Temperatura - Sensorweb

Solução Prática para o Monitoramento de Temperatura

O Uso do Glicerol no Monitoramento de Temperatura

O Uso do Glicerol no Monitoramento de Temperatura

Por Victor Rocha Pusch em 02/02/2016.

As práticas de manuseio e armazenamento adequadas desempenham um papel muito importante na proteção de indivíduos e comunidades, afinal a qualidade dos insumos, medicamentos e demais itens refrigerados é uma responsabilidade conjunta de todos, desde a fabricação até a sua administração no paciente/usuário.

Como surgiu a sugestão para o uso do glicerol em monitoramento de temperaturas?

Diversos estudos de caso sobre itens sensíveis a temperatura foram realizados e neles a deterioração foi um dos fatores apresentados, colocando o armazenamento inadequado e a falta de atenção ao vencimento como principais quesitos das perdas. Por isso, o CDC (Centers for Disease Control and Prevention – EUA) formulou e emitiu o “Guidelines for Storage and Temperature Monitoring of Refrigerated Vaccines“.

A orientação da entidade, no EUA, e dos documentos relacionados foram projetados para ajudar as unidades de saúde nos procedimentos do plano de aquisição dos equipamentos relacionados a armazenagem. Apesar de seus estudos e guia serem voltado as vacinas, as orientações servem para qualquer instituição que busque registros minuciosos dos seus itens.

glicerol temperatura

As diretrizes do glicerol no monitoramento de temperatura

Resumimos o guia atual do CDC com algumas de nossas próprias sugestões sobre como as unidades de saúde e clínicas podem tomar medidas para proteger os seus investimentos, desde o recebimento até a administração.

A orientação principal é usar uma sonda revestida de glicerol biosseguro ou qualquer outro líquido semelhante, ao invés de medir a temperatura do ambiente refrigerado. Outra orientação explícita é a inclusão de um sistema de alertas para as equipes em caso de variações da temperatura, sendo assim, é importante incluir sistemas que façam o registro digital dos dados e que os mesmos sejam armazenados em único local.

Simplificando = Sondas em Glicerol + Sistema de Alertas + Registro de Dados Digitalmente.

Os motivos são os mais diversos, vamos ao principal deles? A temperatura do ambiente refrigerado (geladeiras, câmaras, freezers, etc.) flutua cada vez que a porta é aberta e isso causa variação na sonda quando ela monitora apenas o ambiente.  Quando a sonda é envolvida em glicerol, ela não fica tão susceptível a estas flutuações e pode representar a temperatura real do item monitorado, em outras palavras, a sonda no glicerol se assemelha as temperaturas dentro das embalagens onde se encontra os itens sensíveis à temperatura. Outros tipos de tampões, tais como uma tampa de nylon sobre a ponta da sonda de temperatura, têm um desempenho semelhante ao frasco de glicerol. A sonda deve vir ligada por um fio para o monitor externo através da porta da câmara ou ao lado de sua dobradiça, conectada a esse monitor que por sua vez deve oferecer o registro de dados digital a serem armazenados.

Os sistemas de alertas para equipe devem fazer parte do cotidiano das unidades de saúde. Alguns refrigeradores, câmaras e freezers já possuem acoplados em seu próprio equipamento, lembrando que usualmente esses alertas são apenas para uso local, não evidenciando situações críticas para outros operadores fora daquele espaço. Existem sistemas de alarmes que podem ser adquiridos como opção e existem hoje soluções completas que incluem o monitoramento, o registro, o sistema de alarme, bem como a sonda em glicerol e suas calibrações, a Sensorweb é um desses exemplo que oferece todos esses itens em um único serviço, mas as unidades também podem fazer por conta própria seguindo os guias de saúde sobre a Rede de Frio construídos pela ANVISA e outros órgãos internacionais.

A CDC também colocou como orientação primordial o registro de dados de modo digital com programação de no máximo um espaço de 4h, mas há soluções que podem armazenar registros a cada minuto ou de acordo com a necessidade da unidade. De acordo com o centro, o registro digital é preferível do que a monitorização da temperatura não contínua realizada manualmente pelos colaboradores.


Ou seja, quando colocamos a sonda somente dentro da geladeira ela dá a medida interna do ambiente refrigerado. Porém, com o avanço tecnológico os itens sensíveis a temperatura possuem embalagens que podem alterar a temperatura do medicamento em relação ao ambiente refrigerado. Por isso, colocar a sonda dentro de um recipiente com glicerol pode fazer com que a medição fique mais próxima da temperatura interna dessas embalagens.


fórmula glicerol

O debate em torno da medição via solução de glicerol

O glicerol tem recebido atenção em diversos fóruns de discussão por se tratar de um modo de controle, evitando, por exemplo, a deterioração de itens devido a armazenamento inadequado. No entanto, como todas as sugestões elas são passíveis de verificação, obtendo posições contra e a favor de seu uso.

As grandes dúvidas e questionamentos dos fóruns são ligados ao monitoramento da temperatura que pode ser via sonda de ar ou com solução de glicerol. Perguntas como: Qual a melhor recomendação? Quando se coloca a sonda dentro da geladeira? Elas fornecem parâmetros que indicam a medida interna do recipiente?

Essas perguntas ficam no ar e você pode conferir um dos fóruns aqui, mas nós preparamos um compilado dessa discussão!

Recomendações para medição “com solução de glicerina”

Neste caso, o termo adequado é Core probe ou Core measurement, que indica a medição em glicerol, podendo simular a temperatura dentro dos frascos de medicamentos ou bolsas.

Em garrafas de glicerol (glicerina, glycol) com 33% de água, essa proporção tem o mais baixo ponto de congelamento aproximadamente -43º C). A glicerina é usada apenas para reduzir o ponto de congelamento da solução. Vale notar que a glicerina pura é uma forma de gel sólido acima de zero.

Para uma rotina de acompanhamento a MHRA  do Reino Unido, recomenda que as sondas de núcleo contenham um volume mais representativo. Mas isso pode variar dependendo de com quem a unidade de saúde trabalha, se é voltado mais para as áreas pediátricas ou para as adultas. O objetivo principal é fornecer uma correlação direta com o estado real dentro das embalagens. Se as sondas estão sendo utilizadas, não deve haver nenhum atraso nos alarmes, que precisam estar ajustados em 2ºC a 8ºC.

É uma simulação que vale a pena conferir.

Recomendações para medição “sem solução de glicerina”

Este processo é chamado Air probe ou Air measurement, que indica a medição direta, sem glicerol.

Nesse caso, uma sonda de ar pode ser utilizada para o monitoramento de rotina. O local tem condições de demonstrar como isso está se correlacionando às condições dos componentes, especialmente onde são setados atrasos de alarme e onde os limites de alarme não se correlacionam diretamente com as faixas rígidas de temperatura.

Mas sondas de ar podem ser problemáticas. Como elas mostram oscilações de temperatura muito rapidamente devido a abertura de portas podem levar a alarmes falsos.

Está é uma simulação que pode ser utilizada para mapeamento.

Você acredita que este procedimento também é válido quando se trata de pesquisa na área da saúde? Deixe seu comentário. 


CONTEÚDOS RELACIONADOS:

>>  Medicamentos biológicos: no topo da lista de produção.
>>  Plano de Contingência: Uma introdução ao disparo de alertas na cadeia do frio.
>>  Dicas e práticas na estocagem de medicamentos.
>>  Boas Práticas para Vacinas: Conservação e Armazenamento.
>>  Por um armazenamento de medicamentos com mais qualidade, tecnologia e automatização.

Comentários

  1. - 17/09/2016

    Muito boa a informação, precisa, simples e muito científica e esclarecedora Parabéns.

  2. - 16/03/2017

    Achei espetacular esse levantamento, vou começar a efetuar os testes com solução de glicerina, pois é muito difícil você lidar com variações de temperatura por abertura de portas

  3. - 19/06/2017

    Gostei muito da informação. Porém gostaria de saber se possui mais bibliografias sobre o assunto.

Deixe o seu comentário!